Cantinho dos Pretos Velhos

Quem são os Pretos Velhos?

Os Pretos Velhos são entidades, espíritos que se apresentam em corpo fluídico de velhos africanos, que viveram nas senzalas, na maioria como escravos. São seres purificados de antigos escravos africanos. Passaram por muitos maltratos durante a vida aqui na Terra. Muitos morreram devido aos maltratos que sofreram nas senzalas. Outros morreram de velhice, poucos já libertos. São entidades sábias, ternas, pacientes e humildes. Espalham sempre muito amor, fé e esperança.

Cada um tem uma característica própria, às vezes dependendo de qual parte da África são originários. Gostam de música, fumam cachimbo e charuto ( com sua fumaça eles limpam os lugares e as pessoas de energias negativas), gostam de café, rum, cachaça.

Os nomes de alguns Pretos Velhos comuns de que se tem notícia são Pai João, Pai Joaquim de Angola, Pai José de Angola, Pai Francisco, Vovó Maria Conga, Vovó Catarina, Vovó Anástasia, Tio Barnabé, Pai Jacó , Pai Benedito, Pai Anastácio, Pai Jorge, Pai Luís, Mãe Maria, Mãe Cambina, Mãe Sete Serras, Mãe Cristina, Mãe Mariana, Vovó Rita, Vovó Joana dentre outros.

Os Pretos velhos são homenageados no Brasil no dia 13 de maio, data que foi assinada a Lei Áurea, a abolição da escravatura no Brasil.

Suas mensagens são em uma linguagem simples, cheias de amor, esperança e muita sabedoria.

À pedido da minha querida Preta Velha passo aqui algumas de suas mensagens.

Eu adorei as almas!

Mensagem 13/ 05/2017:

O que acontece na carne ( no mundo físico), é na carte – não deixe isso corromper a tua alma. Não se entregue ao sentimento  de culpa, raiva, ódio, ficar com ressentimento. Isso é que corrompe a alma. Quem faz magia negra para fazer mal  aos outros, ainda não  entendeu quem é realmente e se deixa influenciar pela carne. A carne não  vai para lugar nenhum. Quanto saímos do mundo físico, a carne morre. Por isso a alma, o espírito é mais importante. Sabendo disso, você sabe que você é mais do que a carne. Muito mais. Portanto quem envia o mal, entenda que essa pessoa está agindo do ego, da carne. Você sabendo que é mais do que isso, entao você perdoa, você pensa no perdão para essa pessoa na hora. Assim o que a pessoa te fala ou te manda, não te atinge mais e não corrompe a tua alma. Não é difícil isso. Pare de pensar assim. Você não tem que ser o juíz da carne, mas sim o advogado da tua alma. Essa é que tem que ser reconhecida e protegida.

Na nossa vida ( dos Pretos Velhos) passamos por muitos maltratos da carne! E nós sabíamos disso ( que somos mais que a carne). Essa é a essência da nossa crença. Muitos de nós entedemos isso e por isso somos hoje espíritos de luz que vem para ajudar.  Trouxemos esses conhecimentos do nosso país de origem, e que aprendemos com os nossos antepassados. Isso infelizmente é muito esquecido e nem falado no dia de hoje.

Perdoar não é deixar que outros pisem em você e você aceita tudo. Perdao significa que você continua a tua vida em paz, sem guardar ressentimentos e sem julgamentos e deixa os outros viverem no seu livre-arbítrio, deixe que eles vivam e ajam como decidirem. Na realidade estão fazendo mal à sí mesmos. Então as coisas ruins que te falaram ou mandaram, passam por você, sem te atingir, e voltam como um boomerang para elas. Ao invés, se você guardar raiva, ódio, ressentimento, aí sim essa energia te pega.

Nao precisa sair de casa com medo de sentir raiva, de se magoar – aí então quer dizer que você ainda não entendeu quem você realmente é. Medo e raiva andam de mãos dadas. A maior e mais ponderosa magia / feitiçaria é o perdão.

Ego não é ser egoísta, pensar só em si. Ego é raiva, ódio e medo. Ego é carne ( mundo material).

Não adianta ficar pedindo, orando para não sentir mais ódio, raiva, medo, etc, se você mesmo continua alimentando isso dentro de você. Você precisa se esforçar para compreender quem você realmente é. Você não depende de nenhuma força exterior! Ninguém vai fazer nada por você. Nenhum santo, nenhum espírito, nem Orixá! Nossa ajuda está no seu esforço! Não é pedir e esperar… não funciona assim. Nós estamos no seu esforço à caminho do amor e do perdão.

Achar a realidade num mundo de ilusão é difícil. Mas esse é o caminho do despertar.“  (Vovó Anastásia)

 

SABEDORIA DE UM PRETO VELHO (16.04.2018)

„O mais importante é a riqueza da alma. Por isso é essêncial trabalhar a parte espiritual. Isso requer muita coragem e determinação, pois não é fácil enxergar o inferno que nós mesmos criamos durantes tantas vidas que já tivemos. Mas esse é o caminho. Zambi (Criador Divino) quer que reconheçamos o ser divino que somos. Devemos parar de ver as coisas “ruins” que surgem na nossa vida como um castigo. Castigo é uma ilusão e uma invenção do ser humano, é uma crença criada para manipular as pessoas. Devemos compreender que as “coisas ruins” nada mais são do que a consequência do que fizemos no passado, em outras vidas, e que fomos nós mesmos que decidimos passar por isso para nos desenvolvermos espiritualmente. Parece cruel? Não é. Essa é a Lei Divina da Vida. Passamos pela escuridão para encontrar e reconhecer a nossa luz. Mas é o livre arbítrio das pessoas de decidir se querem ver o copo meio cheio ou meio vazio.
Nós, escravos, passamos por coisas terríveis. Não podíamos escolher a que hora levantar, que trabalho fazer, o que comer ou beber. Parecia que sinhozinho regulava até a nossa respiração! Se você saía da regra, levava chicotada ou ferro quente na pele. Alguns sucumbiram à raiva e ao ódio. Outros não. Tiveram a sabedoria de entender a própria responsabilidade de seus atos, palavras e pensamentos. E entenderam que a fé, o amor e o perdão são as maiores forças do mundo. O Criador Divino não nos deu a “posição” de guias espirituais, porque sofremos tanto, mas sim porque tivemos essa compreensão e trabalhamos nas riquezas da alma, sem nunca desistir!
Entendo que a vida na Terra seja material, mas se não entenderem que se não trabalharem a riqueza da alma, não poderão criar a felicidade e a prosperidade nas vossas vidas. Não se perguntem: por que alguns são ricos e parecem não ter preocupações, e outros lutam tanto pelo pão do dia à dia? Vocês não conhecem o fardo que cada um tem que carregar. Saiam dessa ilusão de só ver o lado exterior, o lado material. Parem de julgar os outros e a si mesmos.
Quando vocês passam por situações desagradáveis, isso não é um castigo, mas sim uma oportunidade de enxergar onde está a sujeira dentro de casa e limpá-la. Sem escuridão, não há luz – e isso vai se repetir até que vocês compreendam com a alma, quem vocês realmente são. Isso é ascensão! “
Tio Barnabé.